WCC – Capítulo 3

domingo, setembro 13th, 2015

Hmm… pensando em treinar um sucessor para poder abandonar a vida de tradutor…

Enfim, capítulo traduzido por Hirune e revisado por Imi(-chan)…


WCC – A vida na vila Rufk – 

“Essa é a vila Rufk”

Zeshald apontou para a estrada onde barracos de madeira foram alinhados em uma maneira caótica. Era uma vila de tamanho razoável que tinha cerca de 240 moradores que vivem em 60 casas. Do outro lado da aldeia enormes planícies esticado ao horizonte.

“Os impotentes vivem lá, certo?”

“Sim. Talvez eu não te disse antes, mas eu sou um usuário artes divinas de água e também um médico na aldeia ”

“A não ser o governador da aldeia, falar e ensinar as pessoas impotentes, para não mencionar viver com eles, era muito incomum”, em seu caminho para a aldeia Zeshald mais uma vez explicou a Yuusuke sobre a profundidade da diferença entre usuários de artes divinas e pessoas impotentes.

A maioria das pessoas têm recebido proteção divina dos Quatro Grandes Deuses, que criaram o mundo. Essas pessoas se chamavam os usuários artes divinas e poderiam usar habilidades, chamadas artes divinas. Aqueles com poder governavam sobre esta terra, e essa regra se estendia a todos os cantos do mundo.

As pessoas que não poderiam usar as artes divinas estavam em minoria e eram vistas como pouco mais do que o gado.

“Como você pode ser cruel para ver as pessoas como gado?”

“É por causa da diferença de poder entre eles”

Com as Quatro Divindades como o principal sistema dirigente deste mundo, os usuários de artes divinas tiveram seu status sociais claramente distinguidos por suas habilidades. Eles ainda decidiam sobre as restrições de quem poderia viver na mesma cidade. Usuários de fogo eram considerados usuários de artes divinas de alto status e seguravam a posição social mais elevada neste mundo, os usuários de artes da água e terra eram a classe média, enquanto os usuários de vento pertenciam à classe mais baixa.

“Basicamente, é um sistema em que as pessoas com o mais forte poder militar mandam sobre o resto”

“Entendo”

Embora o senso comum de Kaltcio ainda era um mistério para Yusuke, graças a palestra de Zeshald, ele pelo menos conseguiu lembrar suavemente tudo o que foi ensinado sobre a estrutura social do mundo.

“Desde que você agora tem uma ideia básica do mesmo, você será capaz de aprender o resto, enquanto vive com a gente”

“Obrigada por tudo”

Assim, Yusuke, que está sendo chamado de repente a este mundo, descobriu que ele foi dado um poder de personalizar as coisas que ele tocava. Como Yuusuke ainda não poderia dizer a esquerda da direita neste mundo, ele estava vivendo atualmente na casa de Zeshald sob seus cuidados.

***

A vila era cercada por um fosso que parecia ser de cerca de 1 metro de largura e 1 metro de profundidade, que foi desenterrado para proteger o armazém de cereais dos animais selvagens. Na entrada para a aldeia, uma ponte de tronco foi construída ao longo da vala.

Como não haviam animais perigosos ou espécies de bestas nessa região, as aldeias tendem a se cercar de fossos em vez de construir um muro. Além disso, ramos um tipo especial de árvore, que contêm resinas inflamáveis, foram colocadas no fundo da vala. Em tempos de necessidade poderia ser inflamado para criar uma parede de fogo.

Os aldeões de Rufk viviam da caça, a pesca no rio nas proximidades, e recolhem frutos das árvores na floresta. Às vezes, eles trocaram sua colheita com a aldeia vizinha e venderam a pele e lã, recolhidas a partir da pecuária, na grande cidade que era a capital desta região.

Os moradores que viram Yuusuke não eram acostumados com o cabelo preto dele e estavam visivelmente assustados no momento em que viram. Dito isto, nenhum dos visitantes que vieram para a casa de Zeshald causaram problemas e sua expressão se suavizou depois de alguns instantes. Isso mostrou claramente a Yuusuke como altamente Zeshald era considerado na aldeia.

“Professor Zeshald … e o cara deus maligno …”

“Estou Tagami Yuusuke”

Sun chegou em casa e, depois de ver Yuusuke imediatamente se escondeu atrás da porta. Ela trabalhava como empregada doméstica na casa de Zeshald e, apesar de ser abertamente cautelosa de Yuusuke, tinha preparado o quarto de hóspedes.

“Haha, se ele é realmente tão assustador, então por que você trabalha aqui hoje?”

“Eu não tenho mais nada para fazer ~”

Por enquanto Zeshald pediu a Sun para preparar uma bacia de água. Desde que Yuusuke veio todo o caminho aqui com os pés descalços, os pés estavam cobertos por arranhões. Zeshald planejada para lavar a sujeira dos pés de Yuusuke e depois curá-los.

“Eu vou dar-lhe os meus sapatos, embora eles podem não caber”

“Eu acho que posso alterar o seu tamanho por isso não vai ser um problema”

Yusuke sentou na cadeira que foi oferecida para ele e inspecionou as solas dos seus pés. Haviam alguns vestígios de sujeira e pequenas pedras. Embora não houvessem bolhas, ele viu algumas contusões. [“Ouch ~”] pensou. Entretanto Sun chegou com a água.

“Ah … obrigado”

“……”

Sun, cujo cabelo branco foi amarrado nas costas, parecia ser bastante muscular para seu corpo esbelto. Ela colocou a bacia e o balde de madeira com água aos pés de Yuusuke e timidamente começou a lavar os pés de Yuusuke.

Sentindo-se como se estivesse em uma cena de um programa de televisão ou um filme, Yusuke, assustado, recuou suas pernas. Após repensar sobre o conhecimento comum deste mundo compreendeu que afastar as pernas aqui poderia parecer rude.

Ligeiramente envergonhado ele suportou a sensação de cócegas. Por um tempo, apenas o som da água podia ser ouvido.

“Eu estou pronto, Professor”

Depois de lavar os pés de Yuusuke e comunicar à Zeshald, Sun tomou a bacia, cheia de água suja, e o balde de madeira e saiu para dispor da água. Ao mesmo tempo Zeshald saiu da sala interior, onde ele deixou sua bagagem e preparou um par de botas.

“Umm, deixe-me ver”

Ele colocou o par de ligeiramente empoeiradas botas marrons de lado e inspecionou o estado dos pés de Yuusuke. Então, por apenas se concentrar um pouco, ele curou as feridas pequenas e fez as contusões nos pés de Yuusuke desaparecer.

“Como está?”

“Incrível, você curou completamente!”

A dor que sentia formigando também desapareceu completamente. Depois de inspecionar as solas dos seus pés novamente, Yuusuke descobriu que elas haviam ficado suaves e bonitas. Yuusuke só podia admirar o poder de cura das artes divinas que pareciam mágica para ele.

“Eu vejo que as artes divinas são eficazes em você”

“Ah, parece que sim. Então, houve uma possibilidade de que elas não iria funcionar? ”

Zeshald acenou de forma inteligente à pergunta de Yuusuke. Em sua mente Zeshald estava aliviado de que as artes divinas deste mundo poderia interferir com Yusuke. Dessa forma, se Yuusuke provasse ser deus maligno, os usuários de artes divinas seriam capazes de lutar com ele.

[“Bem, ele não se parece com um homem perigoso”]

Com os pensamentos de Zeshald sendo concentrados em outro lugar, Yuusuke tocou as botas e, após a confirmação de som do sino, imediatamente começou a personalizá-las.

***

Levando um pacote de flores do campo e uma cesta de frutas rara ela estava andando ao lado de seu pai em um ritmo constante. De vez em quando ela olhou para o pai e fez uma pergunta, ao que ele respondeu ao sorrir. Eles estavam trazendo a oferta no templo, como de costume, então, de repente, seu pai parou.

Pensando no que pode ter acontecido, ela olhou para a estrada e viu um homem de cabelo verde que está ao lado de um homem de cabelo amarelo.

Usuários de arte divina! No instante em que ela pensou isso, seu pai a empurrou para o mato que crescia ao lado da estrada. Ela caiu e as flores se espalharam no ar, criando uma nuvem vermelha. A primeira coisa que viu depois de sair dos arbustos era o corpo de seu pai, deitado em uma poça de sangue.

Quando ela gritou o nome de seu pai e começou a correr em direção a ele, o chão abaixo de seus pés levantou-se de repente e ela foi atacada pelo solo. Ela entendeu o que aconteceu e começou a lutar freneticamente, mas ela foi atingida no estômago por uma coisa fria, sem corte, que foi logo seguido por uma dor queimante.

Ambos os usuários artes divinas estavam rindo. A força deixou seu corpo, ela poderia ver algo vermelho que fluia para fora de seu abdômen como ela entendeu [“ah, eu estou morrendo”]. De repente, o solo, que ela estava presa se desintegrou. Seu corpo caiu como ele não tinha forças.

Na estrada que ela podia ver uma pessoa de cabelo azul correndo em direção a ela. Ela sabia quem era aquela pessoa. Ele era um usuário artes divinas. No entanto, essa pessoa era …

“………!”

O sol da manhã brilhando e melodia que surgia dos pássaros pequenos tinham apagado os pensamentos remanescentes de um sonho ruim do passado. Sun se levantou abruptamente depois de soltar um suspiro de alívio. Foi um pesadelo do passado que ela não vê há muito tempo.

“É definitivamente por causa do deus maligno”

Depois de suspirar novamente Sun saiu da cama.

***

“Bom-dia professor! … E Yusuke … ”

“Mmm, Bom dia, Sun”

“Bom dia ~”

Quando Sun chegou à sala de jantar, uma série de tecidos, roupas e calçados, que Zeshald e Yuusuke estavam mexendo, estavam alinhados sobre a mesa. “Você pode ser capaz de disfarçar como um alfaiate”, sugeriu Zeshald, para que Yuusuke respondeu com “Você pode estar certo”.

“Ok, Executar”

Depois de brincar com o dedo no ar Yusuke disse essas palavras e parecia empurrar algo. Tecidos e um par de botas velhas, espalhados sobre a mesa foram envoltos em luz e passaram a parecer roupas de design arrojado e um novo par de botas envernizadas, que apenas os usuários de artes divinas poderiam fazer.

Yusuke, que disse ser de outro mundo, tinha as artes divinas do deus maligno. Ele chamou seu poder de “Personalização – Criação”.

Depois de sentir alguém olhando para ele, Yuusuke de repente levantou a cabeça e seus olhos encontraram com Sun. Naquele instante Sun apressadamente deixou a sala. Já que alguns dias se passaram desde que Yuusuke veio este mundo e desde que ele se familiarizou com a vida na aldeia, às vezes Yuusuke realizava pequenas conversas com os moradores. No entanto, infelizmente, ele ainda não pôde alcançar o coração do Sun.

Yuusuke suspirou. Zeshald, depois de confirmar que a Sun tinha, realmente, saido de casa, quebrou o silêncio.

“Por favor, não a culpe. Essa criança está sobrecarregado com um passado sinistro ”

Depois de dizer isso, ele fechou um olho e colocou o dedo indicador aos lábios ao dizer “É um segredo”. Depois disso, ele disse a Yusuke sobre o trauma que a Sun experimentou em sua infância.(NT: WTF… o velho diz “É um segredo” e depois conta esse segredo?!)

***

“Oh, Sun, está tudo bem em não ir para a casa do professor hoje”

“Tia Bahana … Uhm, o professor parecia ocupado pesquisando as artes divinas de Yuusuke …”

Sun respondeu a voz suave de sua vizinha, enquanto em seu caminho para a floresta para colher frutas. Tia Bahana era uma bela jovem que era uma vizinha de Sun quando ela vivia com seu pai. Ela conhecia Sun desde que ela era uma criança e muitas vezes se preocupava com o seu futuro.

Bahana também perdeu o marido recentemente. Embora oficialmente disse que era para ser um acidente durante a caçada, ela sabia que ele foi realmente morto por um usuário de artes divinas apenas para o divertimento dele. Devido a isso, ela poderia entender a dor que Sun estava sentindo depois de perder seu pai no capricho dos usuários artes divinas – Sun teve um trauma relacionado com os jovens usuários de artes divinos masculinos.

“Você ainda não se acostumou com ele?”

“… … Eu entendo que ele é uma boa pessoa, mas … Eu só não posso deixar de temê-lo”

Sun entendeu que a atitude e sentimentos que ela mostrou para com Yusuke fosse seu problema, no entanto, o medo dos usuários de habilidade, gravado em sua infância, não poderia ser facilmente apagado, mesmo que Zeshald disse a ela que Yuusuke não parecia ser um usuário artes divinas .

Ainda assim, o poder parecia com artes divinas para Sun. Assim, para Sun, era um usuário artes divina de outro mundo que já apareceu em um santuário do deus maligno. Neste mundo, ele foi chamado um deus maligno e os impotentes às ​​vezes eram ridicularizados pelo seu deus do mal pelos usuários artes divinas.

“Ei, não fique com tanta pressa! Por que você não tenta falar com ele um pouco? ”

“Uhm …”

Sun tentou cumprimentá-lo pela manhã. Se ela continuasse, ela pode chegar ao ponto onde ela pode agir normalmente em torno dele.

[“Da próxima vez, eu poderia tentar perguntar-lhe sobre o sabor da comida”]

***

Enquanto Sun foi a coleta de frutos na floresta e conversava com sua vizinha, na casa de Zeshald, Yuusuke gemeu, ouvindo as meninas passando enquanto falava com o velho. Mesmo se ele entendesse o conhecimento comum deste mundo, a relação entre os usuários de artes divinas e os impotentes não estrava em sua cabeça.

“O que aconteceu com esses dois?”

“Eu matei um deles, mas o usuário vento conseguiu fugir”

Mesmo agora eu posso ouvir histórias na aldeia sobre o tempo quando não havia nenhum usuário de artes divinas que era suposto para ajudar várias aldeias dos impotentes na área.

Houve casos em que os mais fracos, que não tinham governante para vigiá-los, foram tratados como animais selvagens. Houve casos, como no de Sun entre os jovens usuários de artes divinas, que acabaram de obter o seu poder e queriam testar naqueles com nenhuma proteção para o bem de testar seu poder ou puramente para sua diversão.

Os jovens usuários de artes divinas que atacaram Sun e seu pai, ao ver Zeshald, apressando-se a caminho, assumiram que eles tinham prejudicado sua propriedade sem a sua aprovação.

Enquanto o usuário de artes da água, Zeshald, pertencia ao mesmo nível hierárquico que o usuário de artes da terra, assumia-se que, entre o Deus da terra Zalnar e o Deus de Shalnar água, este último era mais forte e, portanto, os usuários de artes da água tinha posição social mais elevada do que os seus homólogos de artes da terra. Enquanto isso, os usuários de arte do vento pertenciam à casta mais baixa social dos usuários de artes divinas.

Quando matam a propriedade que um usuário artes divina de uma posição social mais elevada estava encarregado, a decisão no julgamento dos usuários de artes divinas era claro. Roubo garantido com pena capital e corte, alem de apreender os culpados, poderiam tirar o acusado de seu status social e transformá-lo em um escravo. Ameaçado por essas conseqüências os dois tentaram matar Zeshald.

Apesar das artes divinas de Zeshald que pertencem ao tipo de cura, seu domínio das artes permitia-lhe reverter o efeito e usá-lo para danificar a carne.

“Enquanto eu precisava de um pouco de tempo para estrangular os vasos sanguíneos do usuário de artes da terra, o usuário de artes do vento, conhecido por sua extrema mobilidade e capacidade de transmitir informações, conseguiu escapar”

“A maneira como você descreveu é assustadora …”

Yuusuke estava irritado ao ouvir a história cruel. Ele estava se sentindo que não podia tolerar os agrupamentos dessas pessoas, não importa de qual mundo ele veio.

“Havia algum agrupamento dessas pessoas no mundo que você veio?”

“Bem, houve alguns companheiros estranhos, mas ninguém sequer pensava em tratar outro ser humano como um animal”

Mesmo que houvessem alguns casos extremos, o mundo que Yuusuke falou tende a manter o respeito aos direitos humanos e esses direitos sejam respeitados em quase todos os países. Depois de ouvir isso Zeshald acenou com a cabeça, dizendo: “É um bom lugar”, com o rosto cheio de emoções diversas.

***

“Tornou-se uma conversa bastante longa”

Depois de guardar a bagagem, encontrando-se na mesa, por um curto tempo, Zeshald começou a separar as coisas que ele queria vender na cidade. Yusuke, que ajudou a Zeshald fazer as malas, deixou cair um objeto verde a partir da abertura de um saco resistente, encontrando ele na cadeira.

A única coisa que caiu sob o assento foi um longo cilindro. Querendo saber o que pode ser Yuusuke pegou o cilindro.

Ding dong.

Era um objeto de cristal quase transparente. O comprimento do cristal era quase o mesmo que o indicador de Yuusuke e sua espessura era de cerca de 3 mm. Ele parecia semelhante a um lápis hexagonal que era plano em ambas as extremidades.

“Mhm? aaah é um Shouka [cristal cintilante]. Esta carteira é a minha ”

[Shouka] era o nome da moeda, feita a partir de uma substância em forma de cilindro muito dura. Shouka era utilizado em toda Kaltcio e foi criado pelos esforços combinados de usuários de artes divinas de fogo e terra. Foi dito a ser produzido por condensação de luz através do processo de fabricação exato que foi mantido em segredo.

A capital do país e também a maior cidade da Kaltcio era chamada Sanc Adiet. A cunhagem de Shouka ali era supervisionada por uma família reinante de usuários de artes de fogo, também conhecidos como nobreza desta cidade.

Havia quatro tipos de Shouka, em homenagem a quatro (grandes deuses), cujo valor foi determinado pela cor do cristal – um Shouka vermelho, Volnar, que vale 5 shoukas azuis, Shalnar, 10 shoukas amarelo, Zalnar, ou 30 shoukas verde, Fyolnar.

“Parece complexo …”

“Hohoho, você deve se lembrar isto bem no futuro”

Yuusuke levou o transparente Shouka Fyolnar e segurou-o contra a luz. Quando ele tocou o cristal, ele ouviu o sinal sonoro sempre pensando assim, [“Eu deveria ser capaz de mexer com ele, certo”] Yuusuke abriu o menu de personalização.

Yuusuke, em seguida, levou os únicos Shouka Volnar fora da bolsa e, depois de comparar os seus parâmetros com os do Shouka Fyolnar, decidiu que, com exceção de um único parâmetro, o restante de sua estrutura era idêntica.

No entanto shoukas do mesmo tipo ainda tinha diferenças sutis em seus parâmetros, portanto, ele pode ser permitido um certo grau de erro. Isto significava que não havia nenhum instrumento de precisão utilizado no processo de fabricação.

“… Execute”

O cristal Fyolnar, que Yuusuke tinha nas mãos, foi envolvido pela luz. Depois de a luz dispersou, o que Yusuke tinha era um Shouka Volnar translúcido.

“Ei, espere um segundo!”

Com um som alto, Zeshald se levantou de sua cadeira e rapidamente olhou em volta. Não havia ninguém no quarto além de Zeshald e Yuusuke. Enquanto isso Yuusuke escondeu o Shouka personalizado Volnar perguntando “Eu fiz algo ruim?”.

O Shouka personalizado era de fato verdadeiro. Não se podia dizer qual o forjado e qual o real, criado por usuários de artes divinas de fogo e terra de alto ranking. As habilidades de avaliação dos usuários artes divinas de terra não poderia ser enganado, ainda assim, isso não parece ser um acaso e era de fato um genuíno cristal Volnar.

“… Ok, Yuusuke ~ Não diga ou mostrar a alguém o que você fez agora. A proposito, eu tenho mais 8 cristais Fyolnar aqui ~~~ ”

Foi no início da tarde e 8 cristais Fyolnar desapareceram misteriosamente na carteira de Zeshald, aliás a quantidade de cristais Volnar tinha aumentado no mesmo montante.

Como isso aconteceu foi realmente um mistério.

Anúncios

10 comentários em “WCC – Capítulo 3

  1. kkkkkkkkk velho espertino não consegue ser honesto
    a e uma pergunta qual é a cor de cada arte divina?,me esqueci qual cor representa cada elemento

    Curtir

  2. Thyros disse:

    Eu tenho que admitir que, para o número de projetos e ‘problemas’ que passaram, você durou mais do que eu esperava.

    Eu vou completar 1 ano em novembro nisso, mas sei lá se chegará a ter um segundo ano xD

    Curtir

  3. Luiz Ganso disse:

    “… Ok, Yuusuke ~ Não diga ou mostrar a alguém o que você fez agora. A proposito, eu tenho mais 8 cristais Fyolnar aqui ~~~ ”

    Esse velho é BR

    Curtido por 1 pessoa

  4. Eduwh disse:

    Valeu pelo capítulo, velho malandro ahuehaueaeu

    Curtir

  5. Gin Wolfstein disse:

    O Ojii-chan Zeshald é realmente esperto kkkkkk
    Obrigado pelo cap >w<

    Curtir

  6. llysander disse:

    Maneiro Cap. Vlw Hirune.
    E nessa parte:
    “Enquanto Sun foi a coleta de frutos na floresta e conversava com sua vizinha, na casa de Zeshald, Yuusuke gemeu, ouvindo as meninas passado como foi dito pelo velho.”

    Seria ‘… ouvindo o passado da menina contado pelo velho.’

    Fiquei em duvida…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: