KnW – 96 – Conclusão e a chorosa despedida.

quarta-feira, julho 15th, 2015

Esse capítulo deu um pouco de trabalho e deve ter saído com um ou dois erros…

Suzu –  é nisso que da tentar traduzir chorando…

Hirune – Eu não chorei! Meus olhos ficaram irritados por causa do frio, só isso…

Suzu – Não se preocupe eu te consolo…

Enfim, esse capítulo foi traduzido por Hirune  revisado por Suzu-chan…


Conclusão e a chorosa despedida – 

Camus: 「Jii-chan… … fique para trás. O resto … … Eu vou cuidar disso. 」
Ao ver a expressão de Camus quando ele correu em direção a Silva, Silva lançou um 「Hohou」, como se estivesse admirando ele.
Silva: 「Aparentemente, parece que não haverá problemas, devo simplesmente deixá-lo para você, sim?」

Camus: 「Nn … … você me deixou preocupado.」

Silva: 「Nofofofofo! Nesse caso, eu devo derrubar os outros dois. Você está bem comigo deixando o alvo principal para você, sim? 」
Camus balançou a cabeça para a proposta da Silva.
Camus: 「uun. Tudo … eu vou fazer isso. Então, só um pouco … … por favor se afaste.」

Silva: 「Nofo?」
Silva inclinou a cabeça para o lado, e obedientemente seguiu as instruções de Camus, indo ligeiramente para trás Camus onde ele estava, olhando para suas costas.

Camus atentamente olhou para o monstro do deserto.
Camus: 「Desculpe … Eu … não sei.」

Monstro do deserto: 「Gururururu!」
Quando ele estreitou seus olhos afiados, levantou um grunhido enquanto parecia estar focando Camus.
Camus: 「… assumindo tal aparência … aquele que mais sofre é o… Tou-chan, certo? É por isso que … Eu. 」
Dizendo isso, Camus pegou uma única katana. Enquanto alguém poderia se perguntar no que ele estava pensando, ele encostou a lâmina no braço. Depois disto-
Tsu * – * (8)
Nesse estado, Camus moveu a lâmina, ferindo seu próprio braço. Claro, depois o som de carne sendo rasgada foi ouvido, sangue vermelho fluiu para fora da ferida.(NT: mas essa carne é Friboi?)
* Pota pota pota * …
Obviamente, o sangue caiu na areia perto dos pés de Camus, respeitando as leis da gravidade. Camus devolveu a katana para sua bainha. Como Hiiro e Silva não tinham conhecimento das razões por trás de sua conduta, eles simplesmente assistiram ele com expressões vagas No entanto, quando eles fizeram isso, a parte da areia umedecida com sangue perto dos pés de Camus começou a se espalhar gradualmente.(SN: Rituais satânicos…)
Camus: 「Meu sangue … infectou ela.」
*Gogogogogogogogogogo *!(NT: das duas uma ou era fome ou a areia estava mesmo com o demônio)
O chão começou a tremer levemente. Era como se um terremoto tivesse ocorrido. Após isso, a parte da areia que havia se tornado vermelho levantou-se, flutuando no ar. A quantidade de areia era equivalente ao tamanho de um único carro.
Camus: 「O atual mim … só pode controlar esta quantidade de areia, mas …」(NT: é por que um carro nem é tão grande, né?)
A areia que tinha sido tingido de vermelho sangue começou a mover-se com a * uneune *. Ela se reuniu acima da mão direita de Camus, que estava estendida para o céu. Após isso, as areias subiram ainda mais para o céu, a grande massa de areia dividindo-se em partes menores e mais finas.

As peças foram divididas para tamanho de bolinhas, o número de bolinhas de areia era tão abundante que seria bastante difícil contar todas elas. As numerosas peças do tamanho de bolas de gude permaneceram voando no céu.(NT: agora vamos jogar biloca com o monstro…)
Camus: 「… Idolo Vermelho. …… La vai.」
O olhar de Camus se estreitou bruscamente.
Camus: 「Modelo-Chuva.」
Hyunhyunhyunhyunhyunhyunhyun *! *
O aglomerado de pequenas esferas disparou para a frente com uma tremenda velocidade, seu caminho de voo destinado para os três monstros. Era quase como se fosse uma chuva vermelha.(NT: acho que o nome “Modelo-Chuva” não é por acaso…)
Monstro do deserto: 「Giiiiiiiiiiiii !?」
Ao levantar nuvens de areia, o conjunto de esferas de areia impiedosamente perfurou os corpos dos monstros como se fossem balas.
Hiiro: 「Hou.」
Vendo o espetáculo, Hiiro lançou uma voz de admiração.
Hiiro: (.. Se bem me lembro, o próprio sangue é poder mágico Quando o sangue é derramado sobre a areia, um é capaz de controlar a areia como quiser, hein … não é ruim , Nitouryuu* )(NT: literalmente 2 espadas, que é o apelido que Hiiro deu a ele)
Embora o risco de perder sangue fosse presente, parecia que Camus tinha ganhado a habilidade de controlar livremente a areia à sua vontade como compensação.

À medida que as nuvens de areia se dispersaram, haviam dois cadáveres dos monstros que estavam completamente cheios de buracos. Além disso, mais um monstro do deserto parecia ter bloqueado completamente o ataque com sua cauda. Como tal, apesar de sua cauda tinha sido completamente feita em frangalhos, não houve um único arranhão presente no seu corpo.
Monstro do deserto: 「Gurururururururu! 」

Camus: 「… como eu pensava, é difícil.」
Enquanto Camus parecia murmurar ao dizer aquilo, ele levantou seu braço direito, voltando ele para o céu. Ao fazê-lo, a areia vermelha que parecia ter afundado no deserto, mais uma vez se reuniu em direção a ele.
Camus: 「No entanto … agora, o único restante é ele, uun, isso!」

Monstro do desertor: 「Guraaaaaaaaaaaa-!」
Se foi ou não foi causada por sua raiva estourar o limite, o monstro imediatamente correu em direção a Camus. Como ele chutou a areia, a força de propulsão fez os grãos de areia voarem no ar.
Camus: 「Modelo-Muro.」
Uma parede vermelha foi imediatamente formada diante dos olhos de Camus.
*Dogoo -!*
Embora o monstro simplesmente se jogou nela-
Camus: 「Se é somente isso … ela não vai quebrar.」
Era como palavras de Camus tinha dito, mesmo que ela tivesse recebido um golpe do monstro que parecia conter quantidades incríveis de poder destrutivo, a parede vermelha não se mexeu nem um pouco.
Camus: 「Modelo-Punho.」
Assim que a areia tinha se modelado na forma de um grande punho, Camus mirou o punho na direção do monstro.
Monstro do deserto: 「Gururaa- !?」
Como ele tinha recebido um impacto bastante significativo , o rosto do monstro se distorceu e ele foi lançado para longe. O monstro que tinha sido laçado para uma pilha de areia cambaleou, rangendo seus dentes com um * girigiri * enquanto a intenção assassina do monstro começava a crescer.
Camus: 「… mesmo este não é bom.」
Como Hiiro também estava observado o situação-
Hiiro: (Mesmo que isso possa ter um monte de poder destrutivo, era incapaz de destruir a  areia que Camus estava vestindo, hein … … Eu acho que isso significa que ela deve ser consideravelmente densa.)
Embora a areia vermelha parecia abrigar dureza considerável, Camus ainda era incapaz de penetrar a blindagem do monstro.
Hiiro: (Agora, então, o que você vai fazer Nitouryuu)
Hiiro vigiou Camus à distância. Camus começou a mudar mais uma vez a forma de sua areia vermelha.

Como o monstro viu isso, ele também começou a manipular de forma semelhante a areia. Uma grande onda de areia atacou Camus.
Camus: 「… é inútil.」
*Byunbyunbyunbyun! *
A areia vermelha começou a se mover enquanto desenha um círculo.
Camus: 「Modelo-Tempestade.」
A areia que começaram a girar como um tornado foi dirigida para a onda de areia se aproximando.
*Gigigigigigigigigigigigigigigi-! *
Ambos os lados colidiram, moendo juntas como se fossem lâminas presas em uma competição de perto. Então-
*Bushaaaaa-! *
O lado que perdeu foi a onda. Mais uma vez, a areia voltou ao normal ao se dispersar. Ao ver isso, Camus solenemente franziu as sobrancelhas.
Camus: 「 …Errado.」

Monstro do deserto: 「Guru?」

Camus: 「Está errado. Tou-chan era … … mais incrível … … mais habilidoso … .mais poderoso. 」
Como se ele estivesse encarando, Camus dirigiu sua linha de visão em direção ao monstro com um *ki – *
Camus: 「 Você é … …o Tou-chan … mas ..você não é o Tou-chan!」
A areia vermelha mais uma vez mudou de forma acima da mão direita de Camus.
Camus: 「Modelo-Martelo.」
Desta vez, duas grandes marretas foram formadas. Em seguida, elas se dirigiram em direção a localização do monstro com tremenda velocidade. Uma delas foi posicionada abaixo, como se estivesse tentando levantar o monstro para cima.
Monstro do deserto: 「Gurua- !?」
Assim que o monstro foi enviado voando para o céu, o que estava esperando por ele no alto era a segunda marreta. Desta vez, o martelo foi balançado em direção ao chão.
*Bakii -!*
Claro, o monstro derrotado caiu em tal estado. No entanto, na frente dele estava outra marreta. Desta vez, o martelo tentou impulsiona-lo para cima, igual a antes.
*Bokii -! *
Como o monstro foi mais uma vez lançado para o céu, em seu caminho de voo, a outra marreta, que estava de frente para o chão, foi balançado para baixo. Isto foi repetido várias vezes.(SN: isso parece divertido!)
Desert Monster: 「Gugi-! Gagi-! Ruga-! 」
Foi quase como se eles estivessem jogando ping pong. O monstro que tinha se tornado apenas a bola foi violentamente lançado para frente e para trás entre os dois martelos. No entanto, por causa disso-
* Piki … … Pikiki … … Paki …… *
Fissuras começaram a se formar por todo o corpo do monstro, a areia gradualmente sendo arrancada. Além disso, um líquido verde começou a sair do corpo do monstro. Este líquido era o sangue do monstro. Os braços do monstro foram dobrados, a cauda também foi esmagada e destruída. O facto de que o seu sangue começou a fluir significa que toda a areia que havia envolta nele começou a se desmanchar.

A marreta flutuando no alto do céu, finalmente lançou o monstro no chão. Com o próprio rosto distorcido em agonia, o monstro tentou levantar-se desesperadamente enquanto seu corpo tremia.

Enquanto Camus tirava um par de katanas de suas costas, ele respirou fundo.
Camus: 「. …… Eu vou acabar com isso … … Tou-chan」
Ao fazê-lo, talvez sentindo medo da sede de sangue de Camus, o monstro tentou escapar pelo subterrâneo. Contudo-
* Pishii …… *
O monstro estava tentando cavar a areia com as duas mãos, ainda, ele enrijeceu ao ver o chão. A razão para isso foi porque a terra que deveria ter contido calor, devido à localização atual ser um deserto, era agora, por alguma razão, emanava um ar frio. O solo tinha sido convertido em gelo.
Hiiro: 「Como se eu fosse deixá-lo escapar. 」
Como Camus também ficou surpreso, ele se virou para Hiiro. Quando ele fez isso, ele viu Hiiro agachado, escrevendo algo no chão.
「Conversão de gelo | 「氷 結 化」
Este foi o resultado do uso de uma magia de três palavras pela primeira vez. O resultado foi a possibilidade de transformar a superfície do deserto próximo a uma terra de gelo dentro de um instante. E seu alcance efetivo parecia ser tremendo. Pelo que se pode ver, mesmo o lugar onde a 「Tribo Ashura 」 estava lutando mais longe parecia ter congelado.
Embora parece-se que todos estavam intrigados com a mudança abrupta na situação, aquele que estava mais impressionado era Hiiro.
Hiiro: (.. …… Pensar que ela possuía essa quantidade de alcance efetivo. Esta é certamente uma grande surpresa)
Como esperado, o efeito não abrangia todo o deserto. Mesmo assim, em comparação com o alcance do feitiço de uma palavra de quatro tatames*, o alcance efetivo foi bastante assustador. Embora tivesse mantido a sua cara de póquer*, o fato de que sua mente estava correndo manteve o segredo de Hiiro.(NT: um tatame é 1,62 m², e sobre essa expressão, não quis deixar em inglês, nem sabia de uma tradução melhor)
Hiiro: 「Agora! Acabe com ele, Nitouryuu! 」
Depois de voltar aos seus sentidos ao de ouvir as palavras de Hiiro, Camus, mais uma vez colocou força em seu corpo inteiro. Depois disso, Camus correu em direção ao monstro a partir dessa posição a toda a velocidade.
Monstro do deserto: 「Guru !?」
O monstro se levantou, como se estivesse em pânico. Diante da súbita mudança no ambiente, bem como receber a intenção assassina de Camus de frente, o monstro caiu em um estado de confusão, o seu corpo permaneceu rígido e imóvel.
Camus: 「! Haaaaaaa-」
*Bushuuuuuuu -! *
Monstro do deserto: 「Guraaaaaaaaaaaaaaaaaaa- !?」
As duas espadas perfuraram a esfera que estava no núcleo do monstro. Rosto de Camus ficou tenso enquanto ele cerrava os dentes. Quando ele viu o sangue fluindo para fora da boca do monstro que estava imitando o rosto de seu pai, expressão de Camus escureceu quando sentiu a sensação de tomar sua vida.

Quando ele tirou o par de katanas, o monstro simplesmente caiu em suas costas com um  *dosa* , a sua cintura se curvou.
Camus: 「Haa haa haa haa haa ……」
Embora possa ser dito que ele tinha salvado todos do terror do monstro, o rosto de Camus não estava colorido com um tom de alegria. Em contraste, seu corpo tremia, sua cabeça estava voltada para o chão, e ele usava uma expressão melancólica.
Monstro do deserto: 「Gufu-! 」
O monstro cuspiu uma grande quantidade de sangue. O movimento do núcleo do monstro começou a parar. Ao mesmo tempo, seus afiados, olhos vermelhos, que estavam constantemente borrados com hostilidade começaram a se transformar gradualmente em pupilas que abrigam uma luz roxa.
Rigund: 「………… Ca … … mus ……」
Como se fosse surpreendente que Camus fosse capaz de agir para tal acontecimento, ele arregalou os olhos. Depois disso, Camus encarou o monstro esparramado com um sentimento de descrença. O monstro somente moveu sua linha de visão na direção de Camus.
Rigund: 「…… Camus」
Desta vez, não poderia haver nenhum erro. Aquela voz e aqueles olhos. Sem dúvida, eles eram algo que Camus  havia reconhecido.
Camus: 「Tou … …- chan……? 」
As espadas que ele segurava em ambas as mãos cairam no chão com um * dosu – * . Depois isso, ele correu para o monstro que tinha caído de joelhos.
Camus: 「Tou-chan! 」
Rigund: 「…… Camus … … desculpe.」
Camus: 「uun … … … … uun uun!」
Camus balançou a cabeça uma e outra vez em negação. De seus olhos fluía uma grande quantidade de lágrimas.
Rigund: 「… Mas … você fez bem, Camus.」
Camus: 「Tou-chan! 」
As duas pessoas que estavam perto, Hiiro e Silva, também se aproximaram. Após isso, mesmo que o olhar dos dois tenham se encontrado expressado espanto, eles simplesmente observaram Camus e Rigund silenciosamente.
Rigund: 「Desculpe … … por causa de mim, você teve de fazer algo doloroso assim ……」

Camus: 「uun … … uun! Porque eu sou o chefe … … eu vou proteger meus companheiros … … Tou-chan é o mesmo! 」

Rigund: 「Hahaha … … Eu vejo ………… .você amadureceu. Huh, Camus. 」

Camus: 「T-tou-chan ……」

Rigund: 「Você se tornou … … o chefe, hein …… ha ha, mesmo nesse aspecto, você é meu filho ……」
Enquanto sorria ligeiramente , Rigund esticou sua mão esquerda, tremula, e, pouco a pouco, colocou sobre o topo da cabeça de Camus.
Rigund: 「Você … … se tornou forte, hein.」

Camus: 「Higu … … Gusu …… 」
Enquanto Camus fungava, uma lágrima caiu na areia.
Rigund: 「Embora … … Eu estivesse na maior parte inconsciente, eu consegui sentir. Sua força. 」

Camus: 「 …… Serio?」

Rigund: 「Aa, você se tornou mais forte, mas … … mesmo assim, a fim de alcançar o meu nível … … você tem um longo caminho a percorrer.」

Camus; 「…… Desculpe. Teria sido melhor … … se eu tivesse libertado você Tou-chan mais cedo. 」

Rigund: 「………… ha ha, eu estou realmente feliz.」

Camus; 「Tou-chan?」

Rigund: 「Ao contrário de sua mãe que faleceu cedo … … eu fui capaz de ver você amadurecer diante dos meus próprios olhos.」
A mãe de Camus faleceu de uma doença logo depois de ela ter dado à luz a ele. Desde então, Rigund decidiu em seu coração criar Camus como uma pessoa respeitável. No entanto, como ocorreu o incidente com o  monstro do deserto, Rigund foi apenas capaz de criar Camus ele mesmo por um curto período de alguns anos. Para ele, isso era algo que ele deveria lamentar profundamente.

No entanto, como ele foi capaz de ver a figura de Camus tendo-se tornado uma pessoa esplêndida-
Rigund: 「Este … … deve ser uma boa historia para contar pra ela.」
O “ela” que Rigund se referiu era obviamente a falecida mãe de Camus. Rigund colocou força em seu braço quando ele começou a afagar a cabeça de Camus.
Rigund: 「Ouça Camus ……」

Camus: 「…… O-o que é?」

Rigund: 「O culpado que fez isso para mim foi aquele homem …… tenha cuidado com 《Scar-face》.」

Camus: 「《Scar-face》……」
Camus recordou do indivíduo que tinha atacado eles enquanto estava encima da couraça da tartaruga do deserto. Essa pessoa certamente possuía uma cicatriz em forma de cruz em sua bochecha.
Rigund: 「Esse cara … … ele disse que estava testando algo …… .o que ele estava testando, eu não tenho idéia, mas, não pode ser qualquer coisa boa. No entanto … … ele também disse que … … ele não tinha mais uso para este deserto. 」
No entanto, mesmo assim, ainda havia a possibilidade de que ele poderia voltar. Assim, Rigund disse Camus manter a cautela.
Camus: 「É ok … … eu vou proteger … … todos.」
Ao ver a expressão de Camus preenchida com determinação, Rigund alegremente afrouxou suas bochechas.
Rigund: 「Ha ha, você ainda tem um longo caminho a percorrer. Sua manipulação areia ainda está -gufu -」

Camus: 「 Tou-chan!」
Rigund mais uma vez vomitou sangue enquanto sua agonia começou a mostrar. À medida que sua respiração ficava áspera, seus pés começaram a desmanchar, como se fosse feito de areia.
Camus: 「Tou-chan! Seus pés」

Rigund: 「. Haa haa haa haa … … ouça … … Camus」

Camus: 「Tou-chan! 」

Rigund: 「Ouça …… * goho goho * ! Haa haa haa haa … … fique mais forte … … e … … me supere.」

(SN: as falas seguintes foram adptadas para ficarem parecidas com o que elas seriam em português… A tradução pode não ser tão boa quanto o esperado)

Camus: 「Tou-chan … … … … un un! Un un! Eu bou … … vicar mais forte  … … Eu bou, endão … .. 」(46)
Enquanto ele soltava uma grande quantidade de lágrimas e catarro, era difícil entender o que Camus dizia. No entanto, Rigund estava simplesmente sorrindo.
Camus: 「Eu dão bou perder … … pra dinguem … … Eu dão bou berder-! bor isso… Bor isso – !」(47)
A área em torno do pescoço de Rigund já tinha se transformado em areia, dançando na brisa.
Rigund: 「Eu estarei cuidando de você … …  meu filho mais querido.」
Após isso, o corpo inteiro de Rigund voltou para a areia.
Camus: 「Bor isso-! Não ze breucupe – !」

(SN: essa parte eu tive que traduzir por que o Hi-kun sempre chora quando lê ela)(NT: Izzo dão é berdade… ! Eu dão estou jorando, é zó um zisco no beu olho…!)
Neste momento, a luta contra o monstro do deserto tinha realmente chegado ao fim. Mesmo que fosse uma conclusão cheia de tristeza, Camus tinha obtido muitas coisas a partir do incidente.

Enquanto Camus olhava para a dança da areia no céu, ele pressionou fortemente a boca. Embora ele possuísse traços andróginos, a expressão que ele usava claramente pertencia ao rosto de um homem. Como ele estava assumindo o que tinha sido confiado a ele por seu pai, era o rosto de um indivíduo um pouco mais maduro.

Anúncios

42 comentários em “KnW – 96 – Conclusão e a chorosa despedida.

  1. mijenki disse:

    valeu pelo capitulo
    so eu odeio drama?

    Curtir

  2. gilmison disse:

    Kk kk valeu pelo cap 😀

    Curtir

  3. Iviless disse:

    Republicou isso em Ivilesse comentado:
    Capítulo por Hirune-kun!
    Eu ainda estou lendo KnW rs

    Curtir

  4. Iviless disse:

    “Silva: 「Nofofofofo! Nesse caso, eu vou derrubar os outros dois. Você com eu deixado você para cuidar do alvo principal, sim? 」”

    Jovens isso ta errado…

    “… Nesse caso, eu devo derrubar os outros dois. Você está bem comigo deixando o alvo principal para você, sim/certo?”

    Curtir

  5. moises disse:

    muito obrigado pelo capitulo!!!! ^^

    Curtir

  6. Gin Wolfstein disse:

    Obrigado pelo cap >w<

    Curtir

  7. Exodia disse:

    Cara…. apareceu um ninja cortador de cebola perto

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: